Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Paraná certifica empresas que declaram emissões de gases poluentes na atmosfera

Para incentivar a participação das empresas no projeto, um selo eletrônico foi elaborado com as classificações Bronze, Prata e Ouro. Foto: Divulgação
Como uma forma de mensurar e estabelecer metas de redução nas emissões de gases poluentes na atmosfera, a Secretária Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA) do Paraná elaborou, em 2014, o Registro Público de Emissões de Gases de Efeito Estufa – Selo Clima Paraná. A iniciativa busca estimular no setor industrial a cultura de formulação e publicação de inventários corporativos relacionados ao tema.

Para incentivar a participação das empresas no projeto, um selo eletrônico foi elaborado com as classificações Bronze, Prata e Ouro, de acordo com o nível de verificação dos inventários. Os dados, que são repassados de forma voluntária pelas empresas, em primeira estância, são catalogados para que futuramente possam ser desenvolvidas medidas para a diminuição das emissões de gás carbônico (CO2) na atmosfera.

Nessa edição, onze empresas paranaenses foram reconhecidas, totalizando 19 estabelecimentos certificados, que juntos declararam emitir 1 milhão de toneladas de dióxidos de carbono.

José Rubel, coordenador de Mudanças Climáticas da SEMA, fala sobre importância da participação das empresas da iniciativa:

“Esse encorajamento das empresa para que elas venham aderir aos registros públicos tem como objetivo três principais aspectos: auxiliar o governo e a indústria na formulação de estratégias de redução de gases de efeito estufa; estimular a indústria a trilhar uma transição competitiva para uma economia de baixo carbono; e manter a sociedade informada sobre os esforços do governo e da indústria na redução das emissões de gases de efeito estufa”.

José Rubel também comenta sobre a situação do Paraná em comparação aos demais estados do País:

“Nenhum estado brasileiro tem uma meta fixada de emissão de gases de efeito estufa porque essa é uma articulação federativa, entre os diversos estados da Federação. Nós estamos aguardando que o Governo Federal estabeleça uma política de abrangência nacional, se comprometendo em estabelecer diretrizes para cumpri-lo, que é dizer o quanto cada setor deverá reduzir as suas emissões, em que prazo e de que forma. Os estados brasileiros aguardam essas orientações do Governo Federal para tomar as suas decisões, no entanto o estado do Paraná saiu na frente porque ele já estabeleceu uma meta de redução, adiantando-se ao Governo Federal. A nossa meta para a indústria é uma redução de emissões de 2,28% ao ano, que será revista assim que o Governo Federal definir uma meta para o Brasil. Então o Paraná avançou, ele estabeleceu uma meta mas está esperando que o Governo Federal defina uma estratégia nacional para então rever, se for o caso, a sua meta particular”.

As empresas que quiserem aderir ao Registro Público de Emissões de Gases do Efeito Estufa devem preencher o protocolo de intenções disponível no site da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos: www.meioambiente.pr.gov.br.

Apesar de considerado natural, o efeito estufa tem aumentado nas últimas décadas gerando as mudanças do clima. Essas alterações são resultado do aumento de emissões de gases como o dióxido de carbono, gerados pelo transporte, agricultura, pecuária e outras atividades.

Escrito por João Mota com a supervisão de Vacy Alvaro.
Última modificação em Segunda, 22 Agosto 2016 20:55
Avalie este item
(0 votos)
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
Termos de Compromisso  |  Política Privacidade  |  Creative Commons 2014 • Todos os Direitos Reservados