Portuguese English Spanish
Entrar

Entrar

Faça seu login
ou use sua conta
Lembrar-me

Create an account

Campos marcados com * são obrigatórios
Nome (*)
Nome de usuário (*)
Senha (*)
Confirmação de senha (*)
Email (*)
Confirmação de email (*)
BUSCA

Dispositivo conectado à rede de energia pode prevenir acidentes

Residências que já possuem quadros de luz antigos podem instalar o DR a qualquer momento
Um dispositivo simples e barato pode evitar que pessoas sofram um choque elétrico. O interruptor Diferencial Residual (DR) é um dispositivo que pode ser instalado na caixa de luz e, toda vez que existir saída de energia irregular, ele é acionado, desligando a energia. Apesar da relevância, poucas residências contam com o DR. A engenheira eletricista da Fundação Parque Tecnológico Itaipu, Claudia Deslandes de Figueiredo, explica porque o dispositivo ainda é desconhecido.

“Porque o DR é um espião de instalação elétrica mal feita. Por exemplo, se um eletricista faz uma emenda de um cabo e deixa um pedacinho do cabo para fora e esse pedaço encosta numa caixa, aquilo é um vazamento de corrente, então o DR não vai armar de jeito nenhum. Mas isso é bom ou ruim? É ótimo, porque, neste caso, dentro do eletroduto ninguém vai tomar um choque, mas o que pode acontecer? Um incêndio, porque você vai escorrendo eletricidade até esquentar o eletroduto e aí pode ter algum material combustível ali, uma cortina e vai pegar fogo. Então o DR também tem uma outra função. Primeiro proteger as pessoas e a segunda é contra incêndio”

Residências que já possuem quadros de luz antigos podem instalar o DR a qualquer momento.

“A instalação elétrica já existente e o quadro já está cheio de disjuntores. Não tem problema, é só chamar o eletricista que ele vai colocar uma caixinha do lado do seu quadro antigo. Porque de todos os equipamentos de proteção elétrica, o DR é o único que faz a proteção das pessoas, porque o disjuntor protege o cabo elétrico. Se a sua instalação tiver até cinco anos você pode conversar com a construtora ou quem vendeu para você. Até você pode ir no Procon e pedir para colocar”.

Na Europa e no Japão o DR é obrigatório desde os anos 60. Lá, a sensibilidade do equipamento é de 0,01 amperes. O Brasil está começando com 0,30 amperes devido aos equipamentos ligados na instalação elétrica, que ainda não estão preparados para a maior sensibilidade. No Brasil a utilização não é obrigatória, ela faz parte das Normas Técnicas Brasileiras. O DR está na norma desde 1997.

“A corrente elétrica não tem cheiro, não tem gosto, não tem cor, não tem massa, não tem nada. Não é como a água que você coloca a mão, não é como o gás, que você sente o cheiro, não mancha, não faz nada. Você pode ter uma tomada pronta para te matar mas, você não vai ter como identificar isso. De todas as grandezas de física, ela é a mais perigosa em função disso, não tem como medir ou ver, prevenir, quero dizer, tem sim, colocando o DR”.

Dados do Corpo de Bombeiros revelam que 80% dos incêndios são provocados por instalação elétrica com problema. O DR pode ser encontrado em lojas de materiais elétricos e custa em média R$ 150,00.
Avalie este item
(0 votos)
 
Centro Internacional de Hidroinformática | Parque Tecnológico Itaipu   Mantenedores   Desenvolvido por:
Av. Presidente Neves, 6731 | CEP 85.867-900
Foz do Iguaçu | Paraná | Brasil
+55 45 3576-7038
   
Termos de Compromisso  |  Política Privacidade  |  Creative Commons 2014 • Todos os Direitos Reservados